Flores comestíveis

 

As flores têm vindo a ser, ao longo de vários anos, utilizadas na decoração e cultivadas apenas para esse fim. No entanto, mais recentemente, com a preocupação da nouvelle cuisine em apresentar pratos visualmente apelativos, algumas flores têm vindo a ser incluída a gastronomia, tanto para decoração como para ingestão. É isso mesmo: há flores que podem ser consumidas e algumas delas apresentam benefícios para o nosso organismo. Tendência ou hábito que veio para ficar, se ficou surpreendido continue lendo este artigo de umComo.com.br em que lhe falamos acerca de quais as flores comestíveis.

 

Rosas

Rosas

Esta provavelmente você já sabia, visto que o chá de rosa está relativamente popularizado e é utilizado para tratar gripes e constipações e também problemas digestivos, libertando o corpo de toxinas. Há muito tempo que têm vindo a ser muito utilizadas na cozinha árabe combinadas com sumos de frutas para dar um toque exótico. As rosas conferem um sabor doce e agradável até a pratos fritos, do qual é exemplo a tempura de pétalas de rosas, uma entrada oriental. A variedade mais utilizada desta flor é a rosa musk, por se considerar ser o mais doce.

 

Flor de Nastúrcio

Nastúrcio

Também chamada de capuchinha e cinco-chagas. Dela são utilizadas não só as pétalas como também as folhas e sementes, para decorar e para consumo, tendo um sabor levemente picante devido a um composto sulfurado. Combina muito bem com saladas juntamente com folhas de alface e rúcula e pode ser consumida antes do prato principal, de forma a ativar os rins, de preferência durante o outono e inverno que é quando se encontra mais exuberante. A flor de nastúrcio é rica em vitamina C e pode ser tomada em forma de chá para favorecer o crescimento do cabelo.

 

Lavanda

lavender-167794_1920

Lavanda

Se o seu perfume já é gostoso, imagine o sabor! A variedade mais utilizada é a lavanda inglesa, considerada mais doce que as outras, e a flor desta planta, quando seca, e à semelhança do alecrim, é utilizada como especiaria e fica muito bem em cremes, saladas, biscoitos, bolos e pães, tornando-os muito aromáticos. É comum o seu uso na cozinha europeia e no Norte de África, onde o mel de lavanda é produzido. No entanto a flor de lavanda deve ser utilizada com moderação, ou a comida ficará com um gosto amargo e cheiro demasiado intenso a perfume.

 

Girassol

sunflower-290496_1920

Girrasol

O óleo de girassol e as sementes nós já conhecemos, no entanto também é possível incluir pétalas de girassol na culinária, sobretudo nas saladas, às quais irá conferir um aspeto bem primaveril. Já os botões florais são cozidos e consumidos como se fossem espargos. Para tratar diarreias febris, deve ferver-se 10 gr de pétalas em 1/4 de água, em seguida esmagá-las e beber a água coada em jejum e ao final da tarde. Também já foram comprovadas situações de baixa de febre de malária ao tomar chá de pétalas de girassol, sendo esta flor considerada um febrífugo eficaz.

 

Amor-perfeito

1798009-147060-1280

Amor Perfeito

Utilizado freqüentemente para decoração de pratos, o amor-perfeito também entra na lista das flores comestíveis. Os povos da China costumavam empregá-lo na prevenção de dores de cabeça e tem propriedades diuréticas, ou seja, é capaz de eliminar líquidos em excesso no organismo e prevenir doenças nos rins. As pétalas de amor-perfeito são  muito utilizada em saldas, sobremesas, sobretudo tortas, e para aromatizar vinagre. A textura é aveludada e o sabor refrescante e levemente adocicado.

Flor da Abobrinha

Abobrinha

A flor da aboborinha, também chamada flor da abóbora e flor de cambuquira, é usada na medicina tradicional há vários séculos com o efeito de imobilizar e ajudar na expulsão de parasitas no intestino. Tem variadas utilizações culinárias além da simples decoração: pode ser frita, empanada em farinha e ovo, recheada, incluída em sopa, saladas e risotos. É bastante popular na Itália e considerada a flor comestível mais utilizada. A flor de abobrinha é rica em vitamina C, minerais, flavonóides, ácido salicílico entre outros princípios ativos.

Hibisco

my-pham-dieu-ky-tu-cac-loai-hoa

Hibisco

Esta flor havaiana, além da sua beleza é conhecida por integrar a culinária nos dias de hoje. A variação hibiscos sabdariffa é considerada uma planta medicinal e tem vindo a ser utilizada para fazer chá por apresentar vários benefícios para o organismo humano. Tem propriedades calmantes, diuréticas, antiespasmódicas, é usada como laxante suave, auxilia no combate aos radicais livres, age como antioxidante e ajuda a emagrecer. Além de preparada sob forma de chá, esta flor ser utilizada para fazer xaropes e bebidas alcoólicas. Nas saladas, devido ao seu sabor cítrico, frutado e ligeiramente ácido deve ser utilizada com moderação.

Utilizada em cremes e outros cosméticos, esta flor também pode ser incluída na gastronomia. Na verdade, já na Idade Média era cultivada para depois ser submetida a um processo de desidratação, que tornava possível o seu uso como corante em caldos, queijos, bolos e manteiga. A Calêndula apresenta uma cor laranja e amarela e um sabor picante, sendo as suas pétalas utilizadas em saladas, arroz e crepes como substitutas do açafrão. Também apresenta propriedades medicinais e foi utilizada com eficácia durante guerras civis para tratar ferimentos e infecções, além disso, é muito rico em vitamina C.

Outras flores comestíveis

Além das acima referidas, existem muitas outras flores comestíveis, apreciadas pelas suas cores e sabores característicos. É o caso do Cravo, que apresenta um sabor próximo ao da cebola, da Camomila que é utilizada, sobretudo para chás, a Verbena-limão é apreciada como aromatizante de aves, sobremesas, conversas e em licores franceses, a Begônia apresenta um sabor ácido como o limão, o Funcho é conhecido pelo seu sabor adocicado, já o sabor do Gerânio depende da sua cor, a Flor de Borago é utilizada há vários séculos pelos seus efeitos benéficos no corpo e mente, e a lista de flores comestíveis com propriedades medicinais e positivas para o organismo estende-se por muitos outros exemplos.

Conselhos

Algumas flores, apesar de se assemelharem a flores comestíveis, podem tratar-se de flores tóxicas.

Apenas as flores cultivadas de forma biológica, ou seja, sem recurso a produtos químicos, podem ser incluídas na alimentação.

Fontes e referencias: UmComo

Conheça nossos Sites: Coroas na Hora e Floricultura Marajoara.

Redes Sociais:

Facebook

Instaram 

Google Plus

About Author

Marco A Martinho

Comments

5 Comments

  1. Thanks for one’sfor onesfor yourfor your personalfor afor theon your marvelous posting! I actuallyseriouslyquitedefinitelyreallygenuinelytrulycertainly enjoyed reading it, you could beyou areyou can beyou might beyou’reyou will beyou may beyou happen to be a great author. I will make sure toensure that Ibe sure toalwaysmake certain tobe sure toremember to bookmark your blog and willand definitely willand will eventuallyand will oftenand may come back from now ondown the roadin the futurevery soonsomedaylater in lifeat some pointin the foreseeable futuresometime soonlater on. I want to encourage you to ultimatelythat youyourself toyou to definitelyyou toone toyou continue your great jobpostswritingwork, have a nice daymorningweekendholiday weekendafternoonevening!

  2. Hello! This is my very first visit to your blog! We are a group of volunteers and starting a brand new initiative in a community in precisely the exact same niche. Your blog supplied us useful information to operate on. You’ve done an outstanding job. {

  3. Irish: Dia duit! Bhí meas agam ar d'alt, cén áit ar féidir liom a scríobh Ba mhaith liom comhoibriú a mholadh fiú níos faide ná an t-alt simplí. Cuir in iúl dom cén fáth go bhfuil go leor smaointe agam agus ba mhaith liom labhairt leat. Tá mé cinnte go mbeidh comhoibriú suntasach ann don dá rud.

  4. Ez egy értékes tartalom!

Deixe uma resposta