Produção de flores na Madeira regista aumento de área e dinamização no consumo interno

flores

Dados fornecidos pela Direção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural referem a existência de 135 explorações florícolas ao ar livre e em estufa, ocupando um total de 45 hectares (mais nove do que em 2002), com destaque para a produção de orquídeas, antúrios, próteas, rosas e gerberas. Em 2014, a produção geral foi de 13 milhões de flores e hastes, mas a exportação baixou para 70.448 unidades, quando em 2010 tinha sido de 212.169. A Direção de Agricultura considera este indicador sinal de que “o mercado interno está a absorvendo as flores produzidas em maior quantidade”, realçando que, este ano, o conjunto das atividades da Festa da Flor (o maior cartaz turístico da Madeira, que decorre entre 16 de 22 de abril) vai contar com uma quota de flores regionais entre os 70% e os 80%. “O mercado das flores está a crescer”, confirmou à Lusa Liliana Dionísio, proprietária da exploração Plantatlântico e da empresa Tulipa, que se dedica ao comércio florícola há 28 anos. “O problema é que não estamos a conseguindo praticar os preços ideais devido à situação de contingência no país.

Estamos a praticando os mesmos preços de há dez anos, não houve evolução nisso, o que é bastante complicado”, sublinhou. Em 2012, as flores ficaram sujeitas à taxa máxima do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), que na região é de 22%. Em 2013, a situação foi revista, passando o comércio de flores a estar sujeito à taxa mínima de 5%. No entanto, a tendência de quebra das exportações e das importações manteve-se e estas últimas sofreram um decréscimo de 150 mil euros, passando de 765 mil euros em 2011 para 614 mil em 2012. A mão-de-obra afeta à floricultura também tem vindo a diminuir, apesar do aumento das áreas de produção, ocupando atualmente 153 trabalhadores, situação que as autoridades explicam com uma aposta cada vez maior no fator tecnológico e com o facto de muitas das explorações serem pequenas e familiares. O concelho de Santa Cruz é o maior produtor de flores do arquipélago, com 43% das explorações e 52% da área total. Segue-se o Funchal, com 18% do total das explorações e 9% da área. As restantes explorações distribuem-se um pouco pelos outros concelhos localizados na vertente sul da Madeira, uma vez que a costa norte não apresenta grande apetência para este tipo de cultura. No Porto Santo não existe nenhuma exploração florícola. O mercado grossista absorve 52% da produção de flores, mas a venda direta ao consumidor e às floristas assume também grande destaque, mantendo viva uma tradição que criou rótulos para a região como “a ilha das flores”, “o jardim do Atlântico” ou “a Madeira é um jardim”. “Agora, estamos com um ‘handicap’ muito grande, porque os clientes não podem levar flores nos aviões devido aos encargos e às taxas que são cobradas”, explicou Liliana Dionísio, realçando que o seu grupo nunca esteve vocacionado para a exportação. “O mercado regional é um bom consumidor de flores, além de que o projeto foi todo ele pensado tendo em conta um determinado público e as quantidades que podíamos produzir”, disse. A Plantatlântico, situada no concelho do Funchal, produz em média 187 mil flores por ano, entre antúrios, gerberas e liliuns, tendo como grandes clientes os hotéis e os organizadores de eventos. Liliana Dionísio salientou, no entanto, que, em termos individuais, as suas flores acompanham a vida inteira dos clientes: “Nós vivemos todos momentos da pessoa, desde a nascença até, infelizmente, a parte final. Apanhamos os casamentos, os batizados, as comunhões, os aniversários e, depois, a parte final que é a menos agradável”.

Fonte : acorianooriental

About Author

Marco A Martinho

Comments

9 Comments

  1. I’ve thought about posting something about this before. Good job! Can I use part of your post in my blog?

  2. I used to be more than happy to find this internet-site.I wanted to thanks on your time for this glorious learn!! I positively enjoying every little little bit of it and I have you bookmarked to check out new stuff you blog post.

  3. Good site! I really love how it is easy on my eyes and the data are well written. I am wondering how I could be notified when a new post has been made. I’ve subscribed to your RSS feed which must do the trick! Have a nice day!

  4. Thank you for sharing superb informations. Your site is so cool. I’m impressed by the details that you¡¦ve on this website. It reveals how nicely you perceive this subject. Bookmarked this website page, will come back for extra articles. You, my friend, ROCK! I found just the info I already searched everywhere and simply could not come across. What a perfect site.

  5. XXX

    Its wonderful as your other posts : D, appreciate it for putting up. “If Christ were here now there is one thing he would not be–a christian.” by Mark Twain.

  6. I am writing to make you understand of the excellent experience my wife’s princess encountered going through your web page. She even learned such a lot of things, most notably how it is like to have a wonderful helping spirit to have many others with ease fully understand various very confusing subject areas. You really exceeded our expected results. I appreciate you for displaying these helpful, trusted, educational and in addition easy thoughts on that topic to Jane.

  7. I do accept as true with all of the concepts you’ve offered on your post. They are really convincing and can definitely work. Still, the posts are very short for novices. Could you please lengthen them a bit from subsequent time? Thank you for the post.

  8. Generally I don’t read article on blogs, however I would like to say that this write-up very forced me to take a look at and do it! Your writing style has been surprised me. Thank you, quite great post.

  9. whoah this weblog is excellent i like reading your posts. Stay up the good work! You already know, a lot of persons are hunting round for this info, you could help them greatly.

Deixe uma resposta